Regina Volpato celebra 1 ano de Mulheres e programa se torna uma boa opção para tardes

Discussão em 'Matérias & Notícias' iniciado por Postart, Janeiro 8, 2019.

  1. Postart

    Postart Membro ELITE
    Administrador

    Afiliado:
    Abril 2, 2015
    Mensagens:
    2,161
    Aprovações Recebidas:
    53
    Nesta terça-feira, dia 8 de janeiro, a apresentadora Regina Volpato foi tomada de surpresa no início do programa Mulheres, da TV Gazeta, com uma homenagem pelo aniversário de 1 ano no comando da atração.

    Neste ano (em setembro de 2019), o programa deve comemorar 39 anos no ar. Famosos apresentadores já passaram pela atração. De 1980 a 1996, o Mulheres foi comandando pela dupla Claudete e Ione. De 96 a 99 ficou apenas com Ione, e logo em seguida apenas por Claudete. Em 2000, Leão Lobo e Márcia Goldschmidt assumiram o programa. Christina Rocha e Clodovil Hernandes ficaram responsáveis pela apresentação em 2001. Em 2002, foi a vez de Cátia Fonseca receber o bastão ao lado de Mamma Bruschetta. Mamma deixou a atração em 2016 e Cátia em 2018.

    Regina Volpato assumiu em janeiro de 2018 e de cara teve um grande desafio: surgiu de cachos na TV num momento que a moda ditava que o padrão era ser alisado. Com seu jeito pacífico a apresentadora, no segundo programa, questionou: “Por que não usar o cabelo do jeito que ele é? Por que ceder à pressão? O que há de errado em ser eu mesma?”.

    O discurso trouxe um tom de empoderamento, importante para o tempo que vivemos: “É que é o seguinte: quando a gente vê alguma coisa sempre do mesmo jeito, esse jeito passa a ser o certo e tudo o que for diferente causa uma certa estranheza”. Ao final, Regina contou como é assumir-se do jeito que é: “Durante toda a minha vida pessoal eu trabalhei com o meu cabelo liso. Eu sou crespa, esse é o meu cabelo natural. Ocorre que já há algum tempo eu resolvi ficar em paz comigo e me aceitar. Aceitar o meu jeito, o meu corpo, o meu cabelo. E eu te garanto: a vida depois disso ficou muito mais leve, depois que eu me libertei”, concluiu.

    Ao longo deste um ano, Regina mostrou que cabelo pode ser liso, crespo, cacheado. O importante é estar bem. Curiosamente, parece que este é o padrão que o "novo" Mulheres assumiu: um programa para ver e ficar bem.

    São quase 39 anos no ar. Poucos são os programas que conseguem se renovar depois de tanto tempo. A chegada de Regina Volpato trouxe um ar fresco ao programa. Em companhia de Fefito (Fernando Oliveira - ou "Pepito", como diz a Tia), Tia (Guilherme Uzeda), Tutu (Arthur Pires, do "Ai que meda!), DiCesar (Drag e ex-BBB), entre outros, as tardes da Gazeta ganharam dinamismo, uma boa dose de humor e informação.

    Nestes últimos meses, a atração voltou a ser referência no segmento (ou melhor, talvez as pessoas tenham redescoberto apenas). Podemos dizer que no momento é uma das melhores opções para se acompanhar durantes as tardes na TV aberta brasileira. Pena que o sinal seja tão restrito (ainda) e isto (ainda) não se reverta em número mais expressivos de audiência (o que é mero detalhe).

    Afinal, o que mudou no programa? Ele continua com culinária? Sim, continua. Ainda tem notícias dos famosos e da televisão? Claro, diariamente. Ainda recebe médicos e especialistas para falar de saúde e serviços? Sempre. E dicas de turismo? Toda semana, embora ainda muito focado para o público paulista (mas isto é um perfil da emissora).

    Se continuam os quadros já conhecidos... o que mudou? O jeito de conduzir e interagir entre apresentadora e colaboradores. Regina é do jornalismo e traz aquela curiosidade jornalística a seu favor. Faz o papel daquele telespectador que está em casa e tem dúvidas ou que não faz ideia de quem seja o artista da fofoca. Poderíamos dizer, gentilmente, que Regina atua boa parte do tempo como uma extensão do público.

    As mulheres dos anos 2018/2019 não são mais como as mulheres dos anos 1980. O programa percebeu as mudanças e se adaptou. Aliás, a atração pode ser vista por mulheres, homens, crianças, adolescentes, senhorinhas e senhorzinhos, sem preocupação.

    O programa pode ser visto de segunda a sexta, sempre ao vivo, das 14h às 17h45, na TV Gazeta. A emissora tem sinal disponível para todo o país via parabólica digital - com sinal SD no satélite Star One C2 e em alta definição no satélite Star One C3 (poderiam deixar em HD nos dois satélites, #ficadica). Além disto, já conta com diversas afiliadas espalhadas por todo país.

    Fonte: vcfaz
     

Compartilhe esta Página